quinta-feira, 15 de abril de 2010

http://www.montanhaindomada.blogspot.com


Ralf, o que te fez trabalhar com montanhismo em geral?

Liberdade de poder fazer a minha hora, de não ter horário fixo e poder ficar mais tempo no mato, quer dizer, montanha.

Quanto tempo subindo e descendo montanhas?

Sem contar a época da espeleo, são 17 anos de escalada, sendo 14 trabalhando.

Como você vê o montanhismo no Brasil?

Sinto que antigamente o montanhista tinha mais ligação com a montanha, o que nos dava um sentimento de união e cumplicidade. Hoje a importância maior é dada aos feitos e suas representações na mídia. É o montanhismo bussines, que segue os mesmos padrões da sociedade de consumo. Objeto de desejo.

Deixa então um recado para quem ainda é iniciante, quem sabe nasce alguma semente!!!

Para a montanha não existe vitória nem derrota. Não passa de insignificâncias, o que importa não é o cume de uma montanha, mas o cume que está no coração e na mente das pessoas.

Compartilho desse mesmo pensamento Ralf, sábias palavras, parabéns!!

2 comentários:

Malu disse...

"...que importa não é o cume de uma montanha, mas o cume que está no coração e na mente das pessoas."
tbm compartilho desta idéia. Sinto falta de mais "união" entre escaladores montanhistas...
bjs
Malu

Fernanda Cordeiro Magalhães da Rocha disse...

tamo junta Malu, tenha certeza!